Informações sobre Drogas

Álcool

Nomes comerciais: milhares de marcas e nomes comerciais em todo o mundo.

Outros nomes: álcool etílico, etanol, fermentados (vinho, cerveja), destilados (pinga, uísque, vodca), cachaça, conhaque, gim, licor, rum, saquê, etc.

Sobre a substância – O álcool faz com que o cérebro funcione em ritmo mais lento do que o seu normal. Provoca uma sensação de “desligamento”, de leveza e muitas vezes provoca sono. Há indícios de que está na história da humanidade há mais de 6.000 anos.
As bebidas tinham conteúdo alcoólico mais baixo, semelhante aos do vinho e da cerveja, por serem bebidas produzidas pela fermentação de grãos ou frutos. Com a descoberta do processo de destilação, surgiram bebidas mais potentes.
Em fins do século XIX houve grande aumento de oferta e maior consumo de bebidas destiladas e, como consequência, aumento no número de pessoas com algum tipo de problema decorrente do uso excessivo de álcool.

Usos – É uma droga legal na maioria dos países e aceita socialmente. O álcool é a substância química mais utilizada pela humanidade. Está presente na maioria das festas e rituais religiosos. Quase todos os países do mundo, onde o consumo é aceito, possuem uma bebida típica. Tal aceitação favorece a transição do beber moderado ao beber problemático, processo que ocorre de forma lenta e, em geral, leva vários anos para se estabelecer.

Formas de uso – É uma droga legal na maioria dos países e aceita socialmente. O álcool é a substância química mais utilizada pela humanidade. Está presente na maioria das festas e rituais religiosos. Quase todos os países do mundo, onde o consumo é aceito, possuem uma bebida típica. Tal aceitação favorece a transição do beber moderado ao beber problemático, processo que ocorre de forma lenta e, em geral, leva vários anos para se estabelecer.

Efeitos – Inicialmente causa relaxamento e prazer, a pessoa fica desinibida e falante. Após uma hora, com a continuidade do consumo, começa a diminuir a coordenação motora e o equilíbrio, a fala torna-se enrolada e, grande parte das pessoas sente sono. Quando o indivíduo bebe muito, normalmente não registra parte dos eventos acontecidos e não se lembra com detalhes do que lhe ocorreu.

Duração do efeito – Varia de acordo com a quantidade ingerida, o teor alcoólico da bebida e do organismo da pessoa que bebe.

Perigos para a saúde
- Pode provocar dependência, cujos sinais são: (ver dependência)
• necessidade de beber maiores quantidades de álcool para obter os mesmos efeitos;
• aumento da importância do álcool na vida da pessoa;
• percepção do “grande desejo” de beber
• falta de controle em relação a quando parar
• aparecimento de sintomas desagradáveis após ter ficado algum tempo sem beber
• necessidade de beber mais para aliviar esses sintomas.
- Causa problemas graves para o fígado, pâncreas, coração e pode desencadear câncer
- Gravidez e uso de álcool constituem o maior risco para doenças mentais da criança
- Beber rapidamente em excesso pode levar ao coma alcoólico
- Alto risco para acidentes se dirigir ou lidar com máquinas perigosas após beber
- Alto risco de envolvimento em diversos tipos de violência, agressões e prática de sexo desprotegido.

Redução de danos
- Lembrar que álcool também é uma droga.
- Não dirigir após o consumo, mesmo pouco.
- Procurar bebidas com menor teor alcoólico (ver quadro abaixo).
- Beber moderada e vagarosamente.
- Alimentar-se antes e durante a ingestão de bebidas.
- Consumir água ou líquidos não alcoólicos junto com o consumo das bebidas alcoólicas.
- Evitar bebidas ou beber moderadamente quando houver ingestão de medicamentos.

Porcentagem de álcool puro nas bebidas mais consumidas
BebidaPorcentagem de álcoolQuanto é uma dose
Cerveja ou chopp4% a 5%200 ml (um copo)
Vinho12%90 ml (um cálice)
Pinga (cachaça)40% a 50%25 ml (um copinho)
Destilados (uísque, vodca, conhaque))40% a 50%25 ml (uma medida)
Licorescerca de 30%25 ml (um cálice pequeno)
Vinho do Porto 20%25 ml (um cálice pequeno)
Mesmo ingerindo bebidas de baixo teor alcoólico,
beber muitas doses é ingerir “muito álcool”

Seminários

Encontre um seminário mais próximo de você e participe!

Ver seminários