Informações sobre Drogas

Cocaína (Pó, Crack, Pasta)

Nomes: epadu, coca, pó, farinha, neve, branquinha, brilho, giz, açúcar, crack, pedra, pelé, pasta de coca, merla, oxi, mel, melado, paco.

Sobre a substância – A cocaína é um estimulante da atividade do sistema nervoso central que faz o cérebro trabalhar mais depressa, deixando as pessoas mais “acesas”, “ligadas”, com “menos sono” e sentindo uma sensação de poder e energia. O crack (pedra) e a merla (pasta de coca) são também cocaína e causam os mesmos efeitos.

Usos – O pó de cocaína é cheirado ou injetado. O crack e a merla são fumados.

Formas de uso – O crack e a merla, por serem fumados, alcançam rapidamente o pulmão, que é um órgão com grande superfície e com circulação de muito sangue o que facilita a absorção rápida da droga. Ela entra quase imediatamente na circulação, atingindo o cérebro em segundos. Essa característica faz do crack uma droga que traz efeitos quase instantâneos e é percebida pelo usuário como mais poderosa, quando na verdade a diferença é o tempo de produção dos efeitos esperados.

Efeitos – Ao usarem essas drogas, as pessoas ficam sem sono, sentem um grande prazer, ficam sem apetite, muitas vezes ficam mais ativas e falantes. É possível ficarem mais agressivas e com aumento de desejo sexual. A temperatura corporal e a pressão sanguínea sobem e ao passar o efeito o usuário se torna deprimido, cansado e apático. Todos esses efeitos são mais intensos se o uso é de crack ou merla.

Duração do efeito – O efeito da cocaína em pó surge rapidamente, em menos de 5 minutos se for aspirada ou injetada e dura de 30 a 60 minutos. Quando fumada o efeito começa em segundos, tem o pico em 5 minutos e dura até meia hora.

Perigos para a saúde
- O risco de dependência é alto, pois é comum o aumento da quantidade ou número de vezes de uso para sentir prazer.
- Usuários frequentes e crônicos ao pararem de usar a droga sentem muitos sintomas como insônia, depressão, irritação, agressividade e desejo intenso de usar a droga.
- Podem causar aumento da temperatura corporal, convulsão e acidentes vasculares cerebrais.
- Paradas cardíacas e respiratórias podem ocorrer.
- O risco de overdose aumenta se a cocaína for usada ao mesmo tempo que outros estimulantes.
- Os usuários por se sentirem mais autoconfiantes e/ou agressivos podem correr riscos de envolvimento em situações de violência.
- O desinteresse por outras atividades (como trabalho, estudo e relacionamentos) aumenta com o uso crescente.

Redução de danos
1. Para usuários de crack
- Utilizar protetores labiais
- Não compartilhar cachimbos
- Evitar fumar em latas e garrafas que podem conter sujeira
- Procurar substituir o crack por cigarro de maconha com crack (mesclado) para diminuir a quantidade.
- Incentivar substituição por outras drogas de menor poder destrutivo.
2. Para cocaína Inalada ou injetada:
- Não compartilhar canudos ou seringas.
- Colocar sempre a droga em local limpo.
- Não cheirar usando dinheiro.
- Hidratar e umidificar as narinas antes e depois do uso.

Seminários

Encontre um seminário mais próximo de você e participe!

Ver seminários